RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa
 
P&D 
 

Projeto GIGA - Chamada RNP 02/2003
Pesquisa e desenvolvimento em protocolos e serviços de rede e em serviços e aplicações científicas

Projeto financiado pelo FUNTTEL
Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações

Agente Financeiro FINEP
Financiadora de Estudos e Projetos

Convênio FUNTTEL ref. nº 1429/02 FINEP Instrumento Contratual Código nº 0-1-02-0212-0

1. Introdução

O Projeto GIGA é uma iniciativa que pretende tornar realidade a convergência entre as áreas de telecomunicações e informática caracterizada nos dias atuais pela integração da Internet com a tecnologia de redes ópticas. Neste sentido, o Projeto GIGA tem como meta agregar os recursos humanos de P&D destas duas áreas no país através da gestão do projeto pela Fundação CPqD - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações e pela RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. O projeto conta com o apoio financeiro do FUNTTEL (Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações), tendo como agente financeiro a Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP.

O Projeto GIGA tem, como objetivos estabelecer uma rede experimental de alto desempenho e desenvolver atividades de P&D, a serem contratadas junto a Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa e fundações, públicas ou privadas, interessadas na transferência de resultados de suas atividades de pesquisa para o setor empresarial, através de parceria com empresas já constituídas, públicas ou privadas, incubadas ou não, de acordo com as condições e critérios de seleção temáticas definidas nesta Chamada. Esta rede, caracterizada como a rede do Projeto GIGA, interligará Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa e Empresas localizadas nas cidades de Campinas, São Paulo, São José dos Campos, Cachoeira Paulista e na região metropolitana do Rio de Janeiro, e será utilizada como um laboratório para formar recursos humanos e desenvolver novas Tecnologias de Informação e de Comunicação (TIC) baseadas em redes de alta velocidade. A rede também será usada de maneira consorciada por Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa e Empresas para desenvolver tecnologias que tragam competitividade à indústria brasileira através da transferência dos resultados às empresas participantes. Finalmente servirá de modelo e exemplo para a oferta de novos serviços de comunicações para a sociedade.

O Projeto GIGA contará com a participação de algumas operadoras de telecomunicações, que tornarão disponível o acesso às fibras ópticas apagadas necessárias para a montagem da rede. Ao invés da operadora prover um serviço de telecomunicações, como é feito usualmente, as fibras serão iluminadas por equipamentos do próprio projeto, empregando-se tecnologias de multiplexação de comprimento de onda (WDM), tanto nas redes de acesso, como na rede interurbana. A rede do Projeto GIGA permitirá a comunicação entre computadores usando principalmente os protocolos IP e Ethernet, a velocidades que vão alcançar vários Gbps.

O Projeto GIGA dará atenção ao desenvolvimento de infra-estrutura de redes IP baseadas em transporte óptico, e também a aplicações e serviços que possam aproveitar as novas possibilidades desse laboratório. Entre essas aplicações se encontram as de multimídia em tempo real, envolvendo a colaboração visual e o acesso remoto a ambientes de realidade virtual, a serem empregadas potencialmente nas áreas de educação, saúde, engenharia, segurança, artes e outras. Uma outra área muito interessante é a articulação coordenada de recursos computacionais espalhados nos laboratórios de diferentes parceiros para cooperar na solução conjunta dos problemas científicos comuns, usando grande número de computadores de pequeno porte, de baixo custo, interligados por redes avançadas constituindo a arquitetura conhecida como computação em grade (grids). Problemas científicos complexos que poderão ser resolvidos desta forma são encontrados nas áreas de geociências, engenharia, genética e física, entre outras.

2. Objeto

Contratação para a realização de subprojetos de pesquisa e/ou desenvolvimento em Tecnologias de Informação e de Comunicação, voltados para novos paradigmas que:

  • permitam avançar na solução dos desafios no uso de redes Giga e Tera (bps);
  • estimulem a parceria entre os setores acadêmico e empresarial;
  • incentivem o setor empresarial a desenvolver projetos cooperativos com Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa, bem como os empreendimentos nascentes ou emergentes de base tecnológica.

3. Datas Importantes

Novas datas

  • Recebimento das propostas preliminares – até 29 de fevereiro de 2004
  • Divulgação dos resultados preliminares – em 12 de abril de 2004
  • Recebimento das propostas detalhadas – até 26 de abril de 2004
  • Análise e julgamento das propostas detalhadas – até 12 de maio de 2004
  • Divulgação dos resultados finais – até 14 de maio de 2004
  • Início do processo de contratação dos subprojetos selecionados – em 24 de maio de 2004

4. Caracterização dos Participantes

4.1. Instituição Proponente

Instituição de Ensino Superior ou de Pesquisa, pública ou privada, sem fins lucrativos, cujos pesquisadores e grupos de pesquisa sejam capazes de intervir com qualidade na solução de problemas nacionais relevantes no campo das Tecnologias de Informação e de Comunicação. Essa instituição poderá ser representada por fundação de apoio criada para tal fim ou que tenha por objetivo regimental ou estatutário a pesquisa, o ensino ou o desenvolvimento institucional, científico ou tecnológico.

4.2. Instituição Co-Executora

Instituição de Ensino Superior ou de Pesquisa, pública ou privada, sem fins lucrativos, que participar da execução técnica da proposta.

4.3. Instituição Interveniente

Empresa pública ou privada, com ou sem fins lucrativos, de base tecnológica, que atuará na proposta, provendo recursos financeiros ou não-financeiros, estes últimos desde que economicamente mensuráveis. A candidata a Interveniente deverá apresentar os seguintes requisitos: a) ter claramente definidas sua missão e sua estrutura organizacional (modelo financeiro, operacional, jurídico, de marketing e de propriedade intelectual; b) estar operando por, no mínimo, 6 (seis) meses antes da data de apresentação da proposta.

5. Caracterização das Propostas

As propostas apresentadas devem se enquadrar em pelo menos uma das categorias abaixo:

5.1. Protocolos de Rede e Transporte em Redes Avançadas

Tem como objetivo o desenvolvimento e a implementação de protocolos e serviços apropriados para operação de redes IP sobre infra-estruturas ópticas de alto desempenho. Esta operação envolve aspectos de controle e de Engenharia de Tráfego no estabelecimento e encerramento dinâmico de caminhos ópticos na rede do Projeto GIGA. As propostas deverão prever a implementação de protótipos nesta rede.

5.2. Gerenciamento em Redes Avançadas

Tem como objetivo aprimorar a tecnologia de gerenciamento de redes avançadas, demonstrando soluções nacionais através da sua utilização na rede do Projeto GIGA. Os novos desafios de gerenciamento relacionam-se, principalmente, com a integração direta entre a infra-estrutura óptica e a camada IP, com o altíssimo desempenho das novas redes, o que obriga encurtar os tempos de resposta de ações de gerenciamento e aumentar o nível de automação dos processos de decisão de gerenciamento, e com o provimento de qualidade de serviço (QoS) para o usuário final.

5.3. Aplicações Multimídia de Tempo Real em Redes Avançadas

As redes avançadas viabilizam uma série de aplicações ora impossibilitadas, tais como as aplicações multimídia distribuídas de tempo real, entre as quais estão incluídas a televisão interativa, o vídeo sob demanda, a visualização remota de dados experimentais e o emprego de técnicas da realidade virtual à distância. Pretende-se apoiar o desenvolvimento não apenas das aplicações em si, mas também de demonstrações desse tipo de aplicação executando sobre a rede do Projeto GIGA.

5.4. Aplicações Distribuídas em Larga Escala

No campo da computação de alto desempenho, a contribuição de redes de computadores tem sido fundamental, por viabilizar o paralelismo decorrente da distribuição de subtarefas entre vários computadores. Inicialmente, isto era restrito a conjuntos de computadores interligados em rede local de alto desempenho. O aumento do desempenho das redes de longa distância agora permite a efetiva colaboração entre conjuntos localizados em Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa diferentes - as chamadas grades (grids) computacionais - permitindo aumentar a escala, e conseqüentemente o desempenho, do conjunto. Pretende-se apoiar propostas em aplicações distribuídas, tanto pelo desenvolvimento e adoção de ambientes de grades computacionais, dando atenção a questões de gerenciamento de recursos distribuídos e de acesso remoto a estes, como também a demonstração da sua aplicabilidade através da utilização da rede do Projeto GIGA como esteio de comunicação para sua realização. Entre as áreas de aplicação já identificadas, incluem-se a genética, a meteorologia, a engenharia, a astronomia e a física de altas energias.

Os proponentes deverão demonstrar seus vínculos e apoios institucionais. Devido às características desejadas de multiinstitucionalidade, não haverá necessariamente vinculação administrativa entre a instituição proponente e as instituições co-executoras.

Cada proposta deverá prever a colaboração de pelo menos duas Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa diferentes, dentre as quais uma delas deverá ser servida diretamente pela rede do Projeto GIGA. As Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa cujo acesso está previsto atualmente são:

Campinas:
CPqD
LNLS
UNICAMP

São Paulo:
USP Pinheiros - INCOR
USP Cidade Universitária

São José dos Campos:
CTA
INPE

Cachoeira Paulista:
INPE - CPTEC

Rio de Janeiro:
CBPF
FIOCRUZ
IME
IMPA
PUC-Rio
RNP
UERJ
UFRJ

Niterói
UFF

Petrópolis:
LNCC

No caso específico de propostas sobre os temas "Aplicações Multimídia de Tempo Real em Redes Avançadas" e "Aplicações Distribuídas em Larga Escala", para permitir a demonstração das aplicações sendo desenvolvidas, será obrigatória a participação de pesquisadores ou grupos de pesquisadores de pelo menos duas Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa, em cidades diferentes, ambas servidas diretamente pela rede do Projeto GIGA.

É incentivada a participação em cada proposta de Instituições Co-Executoras localizadas em cidades fora dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

É também incentivada a participação em cada proposta de Instituições Intervenientes capazes de absorver seus resultados de forma a melhorar sua competitividade.

Cada proposta deverá indicar um Coordenador com competência na área de TIC que responda pela submissão da documentação.

6. Classificação das Propostas

Os recursos previstos nesta Chamada serão não-reembolsáveis e as propostas serão classificadas segundo seu porte financeiro em pequeno, médio, grande ou sem necessidade de recursos financeiros, mediante os seguintes critérios:

  • Pequeno Porte – até R$ 100.000,00 (até 15 propostas)
  • Médio Porte – de R$ 100.001,00 até R$ 300.000,00 (até 10 propostas)
  • Grande Porte – de R$ 300.001,00 até R$ 500.000,00 (até 5 propostas)
  • Sem Necessidade de Recursos Financeiros – para aplicações enquadradas no item 5.4 acima, que necessitam apenas de acesso a rede do projeto GIGA a fim de serem viabilizadas e testadas, e que não produzirão tecnologia a ser transferida para o setor produtivo brasileiro. Para estas propostas somente será fornecida a permissão de utilização da rede, cabendo à instituição proponente a disponibilização e comprovação da existência de todos os recursos humanos, físicos e técnicos necessários para a realização dos experimentos.

Os recursos destinados às propostas enquadradas nos itens 6.1, 6.2 e 6.3, serão desembolsados em 2 (duas) parcelas. A primeira, de até 60% (sessenta por cento) do valor aprovado, será liberada imediatamente após a contratação da operação. A segunda parcela será desembolsada em até 12 (doze) meses a partir da primeira parcela, podendo ser antecipada em função da avaliação intermediária da proposta e de sua duração. A liberação da segunda parcela estará condicionada ao cumprimento dos critérios de avaliação definidos no item 10 desta Chamada.

7. Duração dos Subprojetos

As propostas poderão ser apresentadas com previsão de duração máxima de 18 (dezoito) meses para a execução dos subprojetos.

8. Apresentação de Propostas

As propostas deverão obrigatoriamente ser redigidas conforme o roteiro indicado no Anexo II, não excedendo a 10 (dez) páginas em espaço simples, fonte Arial 11 e formato A4 e serão submetidas eletronicamente à RNP pelo endereço giga-pd-proposta@rnp.br, como anexo em PDF ou PostScript (PS).

9. Avaliação das Propostas

O processo de julgamento das propostas para esta chamada compreenderá duas fases:

  • Fase 1: Qualificação preliminar das proposta - Análise, julgamento e seleção das propostas;
  • Fase 2: Seleção das propostas detalhadas - Análise, julgamento e seleção do detalhamento das propostas qualificadas preliminarmente na Fase 1.

9.1. Fase 1: Qualificação preliminar das propostas

Esta fase tem caráter eliminatório e as propostas avaliadas serão qualificadas ou desqualificadas para a próxima fase.

9.1.1. Critérios de avaliação
Os critérios alusivos a esta fase estão descritos no Anexo I a esta Chamada.

9.1.2. Análise e Julgamento
A análise e o julgamento nesta fase serão feitos por um Comitê Científico composto por representantes da RNP e por pesquisadores da comunidade científica, que poderá ser assessorado por consultores ad-hoc nacionais e internacionais convidados, levando em consideração o mérito e a relevância de todas as informações prestadas na apresentação preliminar da proposta. Na fase seguinte, serão avaliadas apenas as propostas que, segundo o julgamento do Comitê Científico, forem qualificadas nesta primeira fase.

Ao Comitê Científico será reservado o direito de fazer recomendações individualizadas para cada proposta selecionada nesta fase e o poder de sugerir a combinação ou aglutinação de propostas e/ou a sua re-orientação segundo diretrizes específicas.

Em virtude do caráter eliminatório desta fase, a RNP fará a comunicação do resultado do julgamento a cada uma das Instituições Proponentes e divulgará em seu sítio http://www.rnp.br a lista de propostas qualificadas.

9.2. Fase 2: Seleção das propostas detalhadas

As propostas qualificadas na Fase 1 deverão ser complementadas com maior nível de detalhamento, dentro dos prazos definidos e de acordo com o roteiro descrito no Anexo III a esta Chamada, digitado em espaço simples, fonte Arial 11 e formato A4.

As propostas detalhadas serão submetidas eletronicamente à RNP pelo endereço giga-pd-proposta@rnp.br, como anexo em PDF ou PostScript (PS).

A RNP, assessorada pelo Comitê Científico, selecionará as propostas que serão contratadas de acordo com a ordem de sua classificação na Fase 1, dos recursos financeiros disponíveis e da qualidade do detalhamento apresentado nesta fase.

A Instituição Proponente, que tiver proposta selecionada e que não puder cumprir as exigências formuladas no Anexo IV da presente Chamada, terá sua proposta desconsiderada, passando-se para a apreciação daquela que tenha obtido classificação imediatamente posterior, dentro de sua categoria (conforme definida no item 6 acima).

10. Acompanhamento e Avaliação das Propostas

Serão utilizados pela RNP, os seguintes instrumentos:

  1. Informações fornecidas pelo Anexo II a esta Chamada.
  2. Cronograma de Atividades detalhado na Fase 2 conforme Anexo III a esta Chamada.
  3. Validação dos itens distribuídos (deliverables) conforme indicado nos Anexos II e III a esta Chamada.
  4. Relatórios de acompanhamento semestrais produzidos pela entidade contratada e assinados pelo Coordenador da Proposta, devendo conter pelo menos as seguintes informações:
    1. Identificação do subprojeto
    2. Identificação do coordenador do subprojeto (e de quem está entregando o relatório se diferente do coordenador)
    3. Relato resumido dos progressos técnicos obtidos no mês
    4. Identificação dos problemas encontrados e as ações corretivas adotadas para solucioná-los
    5. Lista de recursos humanos alocados no subprojeto no mês
    6. Levantamento dos resultados previstos e realizados para o período
    7. Levantamento dos resultados previstos para o período seguinte
    8. Relato dos gastos realizados no mês
    9. Relato de gastos totais acumulados no subprojeto até o mês
  5. Reuniões com a Instituição Proponente contratada e o Coordenador do subprojeto para apresentação dos resultados obtidos e esclarecimento de dúvidas.
  6. Visitas técnicas da equipe da RNP ou consultores por ela designados.
  7. Prestação de Contas conforme o estabelecido no contrato firmado entre a Instituição Proponente e a RNP, conforme descrito no item 11.
  8. Outras ferramentas e mecanismos formalmente documentados junto à FINEP que serão apresentados quando da contratação do subprojeto.

Os recursos financeiros para as fases seguintes somente serão liberados após a demonstração do cumprimento das metas do período, do cronograma, da realização de gastos conforme planejado e da aceitação, sem ressalvas, do correspondente relatório de progresso.

No caso de propostas classificadas como Sem Necessidade de Recursos Financeiros, a autorização para continuação do uso da rede só será concedida após a demonstração do cumprimento das metas do período, do cronograma e da aceitação, do correspondente relatório de progresso.

11. Contratação

Para a contratação dos subprojetos selecionados a Instituição de Proponente, representada formalmente, deverá apresentar a relação de documentos do Anexo IV e assinar contrato conforme modelo a ser apresentado pela RNP.

No caso de subprojetos Sem Necessidade de Recursos Financeiros, a Instituição Proponente, representada formalmente, também deverá apresentar a relação de documentos do Anexo IV e assinar contrato específico conforme modelo a ser apresentado pela RNP.

12. Disposições Gerais

12.1. Revogação da Chamada

A qualquer tempo, a presente Chamada poderá ser revogada, no todo ou em parte, sem que isso implique direito à indenização ou reclamação de qualquer natureza.

12.2. Publicações

As publicações e qualquer outro meio de divulgação dos trabalhos resultantes de subprojetos contratados deverão citar obrigatoriamente a RNP como patrocinadora, sendo a origem dos recursos o FUNTTEL e o agente financeiro a FINEP.

12.3. Confidencialidade, Titularidade e Participação na Criação Intelectual

Abaixo reproduzimos na sua integralidade o artigo X (Confidencialidade, Titularidade e Participação na Criação Intelectual) do convênio FUNTTEL ref. nº 1429/02, Instrumento Contratual Código nº 0-1-02-0212-0, firmado pela RNP com a FINEP, ficando desde já as Instituições Proponentes e as Instituições Intervenientes cientes e declaram aceitá-las sem quaisquer ressalvas.

  1. X.1 - O Conselho Gestor do FUNTTEL deverá exercer direito de opção ou veto sobre a utilização da propriedade intelectual que lhe permita, em casos excepcionais, licenciar outras empresas a usar a tecnologia, quando serão devidos royalties.
  2. X.2 O CONVENENTE (RNP) e INTERVENIENTE CO-FINANCIADOR (CPqD), de comum acordo, poderão estipular, nos SUB-CONVÊNIOS, as cláusulas relativas à confidencialidade de informações atinentes ao PROJETO e à distribuição entre os diversos participantes (CONVENENTE, INTERVENIENTE CO-FINANCIADOR, EXECUTORES e/ou CO-EXECUTORES) dos royalties que advierem do projeto, que integrarão o presente convênio independentemente de transcrição, desde que seus termos não contrariem o disposto nas demais cláusulas do presente convênio.
  3. X.3 Todos os dados, informações, tecnologias, programas de computador, procedimentos e rotinas existentes anteriormente à celebração deste Instrumento e de propriedade do CONVENENTE, INTERVENIENTE CO-FINANCIADOR, EXECUTORES, CO-EXECUTORES, e/ou de terceiros, que estiverem sob sua(s) responsabilidade(s) e que forem reveladas entre as partes mencionadas exclusivamente para subsidiar a execução do PROJETO, continuarão pertencendo à parte detentora.

12.4. Cláusula de Reserva

A RNP reserva-se o direito de resolver os casos omissos e não previstos na presente Chamada.

12.5. Informações Adicionais

Esclarecimentos e informações adicionais acerca do conteúdo desta Chamada podem ser obtidos junto à RNP pelo endereço eletrônico giga-pd-info@rnp.br ou junto à Diretoria de Inovação da RNP pelo telefone (21) 3205-9660.



A documentação completa desta chamada, incluindo os anexos, está disponível para download na referência abaixo:

Projeto GIGA – Chamada RNP 02/2003

Pesquisa e desenvolvimento em protocolos e serviços de rede e em serviços e aplicações científicas

chamada_rnp-giga_200302.pdf download do arquivo

formato: application/pdf

data: 29.12.2003




Documentos relacionados:

Projeto GIGA – Chamada RNP 02/2003

Pesquisa e desenvolvimento em protocolos e serviços de rede e em serviços e aplicações científicas

chamada_rnp-giga_200302.pdf download do arquivo

formato: application/pdf

data: 29.12.2003